Os contratos de hedge e a pecuária

Matéria veiculada esta semana na Rural Centro (UOL) diz que em estudo realizado pela USP ficou comprovado que pecuaristas que usam proteção de preço (hedge) melhoram sua renda. A pesquisa identificou que os confinamentos de maior porte, gerenciados por gestores com maior nível de escolaridade, tendem a utilizar mais os contratos de hedge, garantindo melhores lucros. Seria esta, todavia, a melhor opção para todos os produtores?

Os contratos de hedge são uma forma de minimizar o risco do negócio, uma vez que são feitos contratos de venda futura com preço garantido. É utilizado para cobrir os custos de produção e adicionar a rentabilidade desejada. Pode ser feito por meio de contratos negociados em Bolsa ou através de contratos negociados diretamente com os compradores.

Como todo contrato de compra e venda, as operações travadas com hedge de preço envolvem obrigações de ambas as partes contratantes. Todavia, diferente de um contrato de compra e venda comum, os riscos envolvendo o hedge geralmente são maiores e as condições dos contratos também diferentes. No mercado financeiro não há instituições de caridade. Bancos, tradings, frigoríficos e até mesmo cooperativas buscam sempre (e desesperadamente) o lucro em suas operações.

Por isso, é muito importante que o produtor, antes de optar pelos contratos com hedge de preço, tenham absoluta certeza e clareza daquilo que estão se comprometendo. Há muitos títulos e contratos no mercado (até mesmo de grandes instituições) com sérias ilegalidades em sua composição. Também há outros títulos que, a despeito de travar o preço do produto, colocam o produtor em uma situação que no final pode lhe ser extremamente desvantajosa.

A análise criteriosa do contrato pensando sempre na época de seu vencimento é a melhor recomendação. Portanto, antes de sair assinando contratos de hedge por aí, tenham plena certeza e segurança daquilo que se está comprometendo.

Tobias Marini de Salles Luz

Deixe uma resposta

Receba, em primeira mão, artigos, leis e novidades do Agro. Conteúdo sempre relevante, simplificado e direto ao ponto.