Área técnica do governo recomenda veto ao perdão de dívidas do FUNRURAL

Segundo notícia publicada hoje no site do Valor Econômico (clique aqui), a área técnica do governo, representado pelo Ministério da Economia e a Advocacia Geral da União (AGU) recomendaram ao presidente Bolsonaro não apoiar a aprovação de lei visando anistiar dívidas do FUNRURAL, sob pena de vir a ser responsabilizado futuramente por “pedaladas fiscais”, o que poderia levar ao seu impeachment.

Isto porque o perdão – ou a renúncia fiscal – do passivo do Funrural, estimado em R$ 17 bilhões, sem que haja no orçamento fiscal o equivalente em receita, pode gerar crime de responsabilidade, o que poderia colocar o mandato do presidente em risco.

Segundo o jornal, o próprio secretário de assuntos fundiários do Ministério da Agricultura, Luiz Antônio Nabhan Garcia, um dos maiores defensores do agronegócio e crítico da cobrança do passivo do Funrural, pondera que a situação hoje é diferente, já que o presidente deve seguir o que AGU e Receita Federal entendem, sob pena de responsabilidade pessoal. Para Nabhan Garcia, o legislativo quem deve buscar uma solução, que, segundo ele, seria a prorrogação do prazo para adesão ao Refis dos débitos do Funrural, criado pela Lei 13.606/2018 e que, até hoje, teve baixíssimas adesões.

Vale lembrar que a situação legislativa do país hoje é diferente daquela de 1995, quando foi criado o programa de Securitização, como compensação pelas perdas sofridas pela agricultura na implantação do Plano Real. A lei de responsabilidade fiscal, criada no ano 2000 (LC 101/2000) implementou – para o bem – algumas amarras ao gestor público, o que não pode ser esquecido pelo produtor no momento de administrar seu endividamento rural.

Tobias Marini de Salles Luz – Advogado especialista em agronegócio em Maringá/PR. Contato: tobias@direitorural.com.br / www.pbadv.com.br

Notifique-me
Avise-me de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

Navegação Rápida

O Direito Rural
sempre com você

Participe dos grupos de WhatsApp e Telegram
e receba nossos novos artigos e novidades!

Newsletter

Quer encontrar outro artigo?

Clique no botão abaixo e busque o artigo que desejar

NOSSOS ESPECIALISTAS

Profissionais experientes no Direito do Agronegócio, prontos para lhe atender

Dr. Lutero de Paiva Pereira

Advogado

Autor de várias obras no campo do direito do agronegócio. Parecerista e conferencista. Membro do Comite Europeu de Direito Rural.

Currículo Lattes.

Contato: lutero@pbadv.com.br

Dr. Wagner P. Bornelli

Advogado

Responsável pelo setor processual do escritório. Atua no ramo do agro, empresarial, civil e contratos.

Contato: wagner@pbadv.com.br

Dr. Paulo de Tarso R. Castro

Advogado

Atuação destacada na área processual civil, contratual, agrária e empresarial.

Contato: paulo@pbadv.com.br

Dr. Adriano R. Patussi

Advogado

Atuação destacada em direito do consumidor, civil, empresarial, tributário e processual civil.

Contato: pb@pbadv.com.br

Dr. Tobias M. de Salles Luz

Advogado

Atua na área do agronegócio, civil, contratual e consumidor. Fundador do blog Direito Rural.

Currículo Lattes.

Contato: tobias@pbadv.com.br

Dra. Rachel Vieira Pereira

Advogada

Atuação em direito bancário e civil.

Julio César Nascimento Bornelli

Julio César N. Bornelli

Estagiário

Estudante de Direito (UEM/PR). Gestor do blog Direito Rural.

Inscreva-se para receber nossos e-mails

Receba novos artigos e novidades também pelo WhatsApp e Telegram